h1

Geração rebelde?

Fevereiro 8, 2009

A Adolescência está apelidada como a Geração rebelde, ou por muitos críticos, a Geração Dah e não geração ‘morangos com açucar’. Acho que estão a incutir demasiado, a palavra rebelde nos dias de hoje, se os adolescente já têm a sua rebeldia, ainda os puxam por isso, vai ser complicado, antes jamais cenas como a do ‘Dá-me o telemóvel já’ aconteceriam, porque os professores eram vistos como uma pessoa a temer, tinha-se respeito e por vezes medo de responder. Na minha antiga escola, até a régua dos 5 olhos era usada a quem ousasse contrariar um professor. Os tempos mudam e a educação também, acho cada vez uma educação mais ‘baldas’.

Apenas sei que uma grande maioria dos jovens adolescentes, actualmente não têm educação alguma. Mas isso também é fruto da educação que recebem em casa e claro depois isso revela-se na vida social.
Lembro-me perfeitamente quando estudava, que as coisas eram completamente diferentes, hoje em dia os miudos dão-se ao luxo de agredirem os professores, então mas onde é que isso já se viu?!? E cada vez há-de ser pior.

h1

Mundo de Hoje

Fevereiro 7, 2009

Por vezes sinto que a minha esperança no futuro do mundo se esvai por completo. Basta folhear um jornal, onde numa página relata que morrem centenas de crianças por dia por causas evitáveis, enquanto na página seguinte descobre-se que num qualquer país árabe se vai construir um prédio com mais de um quilómetro de altura.

Não me restam dúvidas que o homem se preocupa em chegar ao céu antes de resolver os seus problemas em terra. E quando assim é, as bases que sustentam tais feitos são frágeis, e têm a ruína como destino final. Só espero que dos destroços surja uma nova geração que tenha as prioridades mais humanizadas, e que saiba que as asas se ganham com atitudes, não com metros de construção.

h1

Carpe Dien

Fevereiro 1, 2009

Por momentos na nossa vida refugiamo-nos ao escapismo da realidade, em que pensamentos lúgubres invadem e nos consomem o tempo.

Dedicamos todo o segundo á procura da voz do silêncio, mas será necessário tanto tempo gasto?

Será necessário não aproveitar o que a vida nos proporciona de bom?

O silêncio não existe, por mais que tentemos nunca vamos encontrar o verdadeiro silêncio, pois sempre se ouve algo…

Nem que seja a vida a nos implorar para vivermos!

 

Carpe Diem

h1

Desejo

Fevereiro 1, 2009

Cada segundo que passa na tua vida, é um desejo que não podes voltar a realizar,  são desejos que não se repetem… unicos na nossa vida.

 

O tempo é um desejo, o desejo é um segundo.

h1

Tudo Falso!

Janeiro 26, 2009

Tudo tão estranho, até parece falso, tudo tão leviano, até parece que estou alto.

A luz, um efeito estranho na parede, um brilho surreal, será natural?

Vida tão vaga, prazeres tão terrenos que tudo parece tão estúpido, até o mais íntimo desejo, a minha preocupação fútil, minha alegria inútil…

E essas vidas? Tão ridículas…

E há quem diga que a razão nesta vida… Há quem diga que a resposta é a palavra amiga e ninguém “são” encontrou a resposta ainda, o que nos deixa perdidos na grande via…

Talvez a resposta esteja implícita, talvez tenhamos perdido a “vista” e ficamos cegos aos sinais imersos em “problemas” demais…

Da vida queremos o melhor néctar, aproveitamos, vamos em festa, somos jovens, somos o presente. Contudo, esquecemos o futuro da gente, aproveitamos o desabrochar da flor, o sorriso de fé do nascer do Sol.

Vivamos com fervor esse nosso meio-dia!Vivamos com amor essa nossa curta vida e, como formigas, vivemos em comunidade, fervilhamos nessas imensas cidades…

Gente pequena, gente grande, gente boa, gente cheia de maldade…

Corremos, corremos. Olha o tempo!

Atentos ao relógio, vê o trote do ponteiro, não há mais tempo para nós mesmose, enfim, acabamos não vivendo.

E lá estão os paradoxos, perguntas eternas para velhos negócios “Para onde vamos? De onde viemos?”

Questões que todos conhecemos…

Um quadro-negro verde?

Teoria da conspiração é verdade?

Pois é, onde está o O Desejado?

Será que só o D. Sebastião sabe?

E sentimos o vento pelo nosso corpo, a brisa refrescante passa pelo nosso dorso, um frio, um relaxamento, a liberdade , prazeres raros na cidade.

Será essa a real felicidade?

Um banho no rio, uma corrida na chuva, o pulo no trampolim, o abraço da amizade…

Talvez ele esteja nessas coisas únicas

Enfim, no final deste texto desconexo, falei da vida, dos paradoxos, do tempo e nada respondido, tudo ficou vago.

Mas tudo bem, nem mesmo fui pago e nesse fim tosco fica a  minha mensagem:

“Nada tem sentido, do todo nada se sabe. O que realmente vale é que existimos e devemos fazê-lo sem nos preocuparmos com o desconhecido.”

h1

Pensamento

Janeiro 25, 2009

O artista encontra a morte quando se vê inpacaz de exprimir seus sentimentos nas suas obras, eu, cada vez que gosto mais de ti, vou me apercebendo o verdadeiro significado de “morte”. Morte essa não fisica…mas sim porque já não consigo criar nada que exprima meu sentimento, pois se calhar essa palavra não exista!

h1

Um Anjo disse-me…

Janeiro 25, 2009

Um anjo disse-me para te estender a mão e saltar para o fogo…

Fogo do amor que não queima, mas encanta. Oiço vozes do amor, são chamamentos do teu coração. Fecho os olhos e encontro a saída. Deste-me a chave, saí da solidão.

Tento entrar no coração, no teu, no meu, no nosso…

Sonho contigo acordado, vivo um sonho desejado, olho te nos olhos e sinto a magia, o encanto, o carinho, a doçura…

Amor, compreensão e ternura…

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.